Arquivo da categoria: quem é quem

FNO: lançamento livro “Moda em diálogos”

O Fashion Night Out é na quarta-feira aqui no Rio e várias marcas preparam ações interessantes, principalmente no Fashion Mall e Shopping Leblon. Uma delas é o lançamento do livro “Moda em Diálogos”, da editora Memória Visual, na Livraria Cultura do Fashion Mall – mais um livro para entrar na lista do “tem que ter”! Ainda mais imperdível será o bate-papo com a Ruth Jofilly (que é fera em moda, uma das primeiras profissionais no Brasil a escrever sobre o assunto) e Lu Catoira. Estarei lá!!

Frankie says Relax

O “Frankie Goes to Hollywood” foi uma banda de muito sucesso na Inglaterra nos anos 80. O single “Relax” fazia apologia ao sexo e causou alvoroço – foi banido da BBC e tudo (e talvez por isso mesmo fez sucesso…), e daí sugiu o frase “Frankie says Relax” que começou a aparecer em camisetas.

Muito engraçado como uma peça de moda datada é usada completamente fora de contexto… pelo vendedor de flores no Columbia Flower Market. Pela idade, acredito que ele deve ter vivido bem aquela época!

Alexandr Rodchenko : última semana

Para os cariocas que ainda não foram na exposição do fotógrafo e designer Alexandr Rodchenko, no Instituto Moreira Sales, corram, porque só fica em cartaz até domingo dia 06 de fevereiro. É grátis, o Instituto Moreira Sales é lindo, e o trabalho de Rodchenko é daqueles que é preciso conhecer – ele revolucionou o papel da fotografia experimentando novas perspectivas e fotocolagem nos anos 20 e 30 na Rússia.

Seu slogan era: “Nosso dever é experimentar”.

Continuar lendo

Corinne Day

Homenagem à fotógrafa Corinne Day que faleceu na sexta-feira dia 27 de cancer no cérebro. Ela despontou nos anos 90 com o estilo que ficou conhecido como “heroine chic”, associado à Kate Moss que na época tinha apenas 15 anos e foi extensamente fotografada pela amiga Corinne. Suas fotos traziam um ar de documentário / realidade e contrastavam imensamente com as imagens polidas das revistas da época.  Corinne Day é um dos nomes mais conhecidos e importantes da fotografia de moda dos anos 90.

Maison Martin Margiela 20

A Sommerset House em Londres abriu na semana passada uma exposição celebrando os 20 anos da Maison Martin Margiela – um dos estilistas mais enigmáticos (ele nunca aparece) e bem conceituados da moda contemporânea. A expo, que já passou pela Antuérpia e Munique, chega com suas peças avant-garde, instalações, vídeos de desfiles e filmes mostrando o acervo de três colecionadores. A montagem não foi feita de maneira cronológica, mas por tópicos que são características da Maison, como o anonimato de Margiela, as costuras sem acabamento, desconstrução das roupas e peças oversized, entre outros. Quero muuuuito ir!!!

Giles vai para Ungaro

Mais um estilista inglês é “fisgado” como Diretor de Criação por uma marca internacional. Dessa vez foi Giles Deacon (que já assina a coleção da Daks, além de sua própria), que passará a responder pela Ungaro. Babado! Pós-Lindsay Lohan; pós-pedido demissão na semana passada da estilista anterior… Parecia que Ungaro estava desabando e eis que chega Giles. Será um grande desafio com certeza. O que será que Giles (cujo estilo é mais trendy-minimalista priorizando o corte e os tecidos diferenciados) vai fazer com a Ungaro que é pautada em sex appeal, em roupas que evidenciam o corpo?

Abaixo, a lista de outros ingleses em marcas internacionais:

John Galliano na Dior

Phoebe Philo na Celine

Marios Schwab na Halston

Christopher Kane assinando a linha Venus da Versace

Jonathan Saunders na Pollini

Stuart Vevers na Loewe

Sykes na Acquascutum

… entre outros …

leilão histórico na Christie’s : Isabella Blow

Para quem estuda moda é impossível não conhecer Isabella Blow. Ela foi jornalista, assistente de Anna Wintour na Vogue americana, trabalhou na Vogue UK e no Sunday Times, foi editora de moda da Tattler e uma das mulheres mais excêntricas da Inglaterra. Um dos seus atos mais conhecidos foi ter comprado a coleção de graduação de Alexander McQueen inteira (supostamente por £5,000, pagos em lotes de £100 semanais) se tornando assim a grande impulsionadora de seu trabalho e uma das melhores amigas do falecido estilista.

Isabella se suicidou em 2007 aos 48 anos, e agora suas irmãs irão leiloar suas roupas – inclusive 90 McQueens e 50 chapéus do famoso Phillip Treacy (dizem que ela usava chapéu até no café da manhã). O leilão será feito pela Christie’s no dia 15 de setembro as 10.30 (horário local).

O leilão será feito pela Christie’s no dia 15 de setembro as 10.30 (horário local). Para acompanhar o evento a Thames and Hudson estará lançando um livro-tributo a Isabella Blow, o que já não era sem tempo! Com certeza será um evento histórico – porque Isabella era uma figura pública muito conhecida e respeitada na moda, e porque grande parte de seu acervo é de Alexander McQueen, que também cometeu suicídio recentemente.